quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Um secador é, afinal, uma varinha de condão

Já tinha ouvido dizer que um secador ligado era remédio santo para calar bebés em histeria mas nunca tinha experimentado.
Hoje foi o dia.
E não é que resulta?
O Mateus, a gritar a plenos pulmões, mal escutou o som do secador que eu usava nos cabelos molhados da irmã calou-se caladinho como se escutasse a mais bela melodia. Desliguei-o. Voltou a chorar. Liguei-o. Calou-se. Desliguei-o. Guinchou. E por aí adiante, num liga-desliga um bocado parvo (mas uma mãe em privação de sono diverte-se com coisas que nem vos passa pela cabeça).
De maneira que estou aqui a pensar que vou passar a noite com o secador ligado.
O mais certo é enlouquecer. Ou a casa incendiar-se. Ou ambos. Mas o bebé há-de estar calmíssimo.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Um chocolate quente que aqueceu a alma

Ontem, antes de voltar para Lisboa, fui ao quiosque Quebramar de Natal.
Tão lindo, tão lindo... Bebi um chocolate quente que me aqueceu a alma.




Uma espécie de stress pós-traumático

O meu filho Manel chorava sem parar.
Até aos 4 meses guinchou dia e noite.
Os meus amigos ligavam-me e não nos conseguíamos ouvir, com os gritos dele de fundo.
Demos-lhe tudo o que havia no nosso mercado e em mercados estrangeiros.
O pediatra já não sabia o que nos dizer.
Fui entrevistada para a revista Pais & Filhos, por ter um "bebé colérico".
Um dia chorou 6 horas seguidas sem parar. Quando se diz "sem parar" não é metáfora. É MESMO sem parar.
Cheguei a casa dos meus sogros, nesse dia, e passei o Manel para as mãos da minha sogra vociferando um "raios partam o miúdo" que a deixou em choque.
Compreendi as pessoas que se passam da marmita.
Se eu não fosse estruturada, podia perfeitamente ter-me passado.
Um dia, o Ricardo deu comigo num banco de jardim da Praça das Flores, onde morávamos, de pijama e com ele no canguru, ambos a dormir, tal era o desespero e a exaustão.
Nem sei como tive o segundo filho, sinceramente.
Nenhum dos outros foi como aquele.
E, por isso, não voltei a experimentar aquela sensação de tortura permanente.

Até hoje.
Depois de uma noite do demo, o Mateus berrou toda a manhã.
TODA.
Sem intervalo.
Sabem aquele choro "ué-ué-ué-ué-ué-ué", consecutivo, sem paragem?
Foi assim.
E, de repente, recuei 13 anos. E uma gotazinha de transpiração começou a deslizar-me da testa.
As mãos suadas.
Um certo palpitar.
Um cerrar dos dentes.
Uma vontade de sair porta fora.
Acho que deve ser um bocadinho isto o stress pós-traumático.


Campanha de Natal Chicco

A Chicco volta a apoiar a Ajuda de Berço. E é muito fácil associarem-se a esta causa. Basta visitarem o site http://www.chicconatal.com/ onde podem levantar um vale de 15% de desconto para utilizarem nas vossas compras nas lojas Chicco. Ao utilizarem este vale, estarão a contribuir com 1€ em produtos de puericultura para a Ajuda de Berço! A ideia da Chicco é garantir apoio total quanto às necessidades de puericultura da Ajuda de Berço durante 2015. Um excelente ideia que beneficia todos: os clientes, que ganham descontos sempre gostosos, e a Ajuda de Berço, que faz um excelente trabalho e merece todo o apoio possível.
Os vales podem ser utilizados em todas as lojas Chicco (excepto outlets e loja online), entre 27 de Novembro e 24 de Dezembro, não sendo acumuláveis entre si ou com outras campanhas/descontos em vigor.


Uma noite do demo

Mateus berrou toda a santa noite. Toda a santa noite.
O clássico tubinho no rabo fez sair imenso ar mas não todo o ar que, aparentemente, havia dentro dele.
E continua.
Tenho um filho-balão carregadinho de dores.
Odeio as cólicas com todas as forças do meu ser.

Nota: para piorar o cenário, a Madalena chegou lá ao quarto às 4h da manhã. Vinha rosada e a falar muito alto e pelos cotovelos. Calculámos que estivesse com febre mas tivemos a certeza quando o pai lhe perguntou se tinha feito xixi e ela respondeu que sim, tinha feito na casa de banho lá de baixo. Atendendo a que temos uma casa só de um piso… percebemos que a temperatura já devia estar a mexer-lhe com a caixa dos pirulitos. De repente, foi ela própria quem indagou:
- Mas porque é que eu estou a falar tanto???

Também odeio o Outono e o Inverno com todas as forças do meu ser.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Ofertas de Natal espertas

Lembram-se das Escolhas Goodlife que aqui deixei? Gostaram de alguma coisa?
Eu gosto de todas mas há umas que não me vão mesmo escapar.
Esta é uma delas.


Hoje viemos a Aveiro

É muito amor reunido num só lugar.


Baby Spa


Manel, o gentleman

O Manel estava com o Mateus ao colo, a falar-lhe de coisas da vida.
Às tantas, perguntou:
- Quando ele tiver a minha idade, quantos anos vais ter, mãe?
- Oh, que pergunta! Faz as contas!
- Ora… xiiiii… 54, não é?
- [irritada com o rumo da conversa] É!
- [Voltando-se para o irmãozinho minúsculo] Oh, coitadinho… Vais ter uma mãe velha, Mateus… Quer dizer, já tens uma mãe velha mas quando tiveres a minha idade ela vai ser mesmo velha… tadinhoooo!

Escusado será dizer que levou com o primeiro objecto que me apareceu à frente.
Grande estúpido.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Obrigada, Mitosyl

Enviaram-me um produto novo, para combater a feiosa da crosta láctea.
Sou assumida e despudoradamente fã da pasta de lassar e da loção de calamina (e não só para rabinhos de bebés), por isso, se este gel for tão bom como os outros produtos, acho que é desta que vou conseguir ter um bebé sem a inestética crosta láctea (o Mateus ainda não tem mas com esta oferta já estou prevenida). Obrigada!