quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014

Porquê? Porquê? Porquê?

Já vos disse isto. Não gosto de fazer de Deus. De receber centenas de emails com pedidos de ajuda e não os divulgar. Ou de escolher: tu sim, tu não, tu vou pensar. Quem é que eu sou para o fazer, quem? Se eu queria tanto ter o condão de poder salvar toda a gente. Não tenho. Infelizmente. Tenho a possibilidade de divulgar aqui no blogue. Mas, como já disse e não me canso de repetir, sei que se o fizer todos os dias, ao ritmo dos pedidos que me chegam, se o fizer indiscriminadamente, este blogue passa a ser um mero site de pedidos vários de socorro e, por outro lado, tenho a certeza de que já ninguém vai ligar nenhuma aos pedidos. É normal. É humano. Até podiam engolir em seco quando lessem um pedido mas depois viria outro e outro e outro e já só encolheriam os ombros e pronto.

Por isso, desgraçadamente, há pedidos que não divulgo aqui. Envio para os meus contactos de email, publico no facebook, e faço figas para que aquela pessoa consiga safar-se. E depois há os outros. Que me tocam mais, nem sei bem porquê. E aos quais não consigo resistir, seja porque é uma criança, um jovem, seja pela forma como o pedido me chega, ou porque nesse dia estou mais sensível, ou sei lá.
Hoje li esta carta e não podia deixar de a publicar. Uma família a passar por um drama, meses depois de outro drama com desfecho trágico. O que pode ser pior?
A quem puder ajudar… deixo o pedido.
Que dor que isto me dá, palavra de honra. E que medo… que medo, não têm noção do pavor que isto me mete.
Boa sorte, Sara. Para o seu irmão e para a sua família, tão fustigada por esta maldita doença.


    • Boa noite Sonia,
      Peço desculpa de estar a incomodar, imagino que receba muitas mensagens por dia e que se calhar nao vai ter tempo de ler esta, mas tenho de tentar.
      Sou uma leitora do seu blog e adoro ler as suas aventurss do dia a dia. Recorro a si pois vejo que ajuda sempre que pode. Neste caso não é directamente para mim. É para o meu irmão que tem 21 anos, é estudante de engenharia biomédica e está neste momento a enfrentar um glioblastoma multiforme de grau 4 (tumor cerebral). O nosso pai morreu em julho passado, também vitima de cancro. Quando já estavamos a começar a tentar levantar a cabeça surgiu mais este pontapé no estomago.
      O meu irmão já foi operado mas infelizmente teve outras complicações no pós operatório, e agora os médicos dizem que não há nada a fazer. Nós não nos queremos render já, porque ninguém merece que desistam dele. Existe uma hipótese de tratamento na Alemanha com as recentemente faladas células dendriticas! Por isso queremos tentar até ao fim, até não existir a mais infima hipotese... Afinal somos sportinguistas e a esperança é a ultima a morrer.
      O que precisamos neste momento é de conseguir juntar o dinheiro para os tratamentos que deve rondar os 40 ou 50 mil euros. Ja estão a circular algumas rifas com prémios cedidos por algumas pessoas amigas e pela faculdade do meu irmão, está também a ser organizado um evento para angariar fundos. Se nos pudesse ajudar pelo menos a divulgar a sitaçao para que chegássemos a mais pessoas já ficaria eternamente agradecida. Peço desculpa pelo texto extenso e obrigada. Beijinhos para todos


      https://m.facebook.com/profile.php?id=678774452173133
  • há 12 horas

3 comentários :

homem sem blogue disse...

Irei partilhar ambas as histórias.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Sara Liquid disse...

Também eu. Vou partilhar as duas da melhor forma que conseguir!

Sara Liquid disse...

Também eu. Vou partilhar as duas, da melhor forma que conseguir.