quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014

Há dias em que uma mãe fica contente (e muitos outros em que não fica, que esta mãe não é das que só vê qualidades)

Perguntei ao Martim se ele sempre tinha falado com a professora.
- Falei. Esperei que ninguém estava a ver, fui ter com ela e disse-lhe: "Anda toda a gente a chamar nomes ao M. Pode ajudar-me?"
- E ela?
- Perguntou: "Que nomes?" E eu disse. E então ela respondeu: "Ok, Martim, eu vou ajudar."
- Boa! Ainda bem, fico muito contente.
- Eu disse-lhe que eu, o J. e o M. estávamos juntos nisto de defender o M. Mas com a ajuda dela vai ser melhor.
- Pois vai. Foste maravilhoso e eu estou muito orgulhosa de ti.


4 comentários :

M_A_Este país não é para mim! disse...

Muito bem!
Bonita e correta atitude!!
Ainda bem que há pais, educadores e crianças/adolescentes assim!!!

Pipoca Arrumadinha disse...

Um orgulho de facto já agora, hoje no blog, tenho outra entrevista das boas!

Paula disse...

Tão bom!
vidademulheraos40.blogspot.com.

Manuel Rosa Barros disse...

É uma sensação boa saber que até nem nos estamos a sair (tão) mal como por vezes pensamos... que isto de ser mãe é mais dificil do que parece!
Que ele continue assim pela vida fora. Sofre mais, é certo, mas também ajuda mais e isso é uma benção.